quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Feliz Aniversário KL Cerimonial !!!

                                             
Hoje 01/12/2010 estamos completando mais um ano de empresa, agradeço a Deus por tudo que tem acontecido nesses ultimos 5 anos que se passaram eu só tenho a agradecer por tantas bençãos recebidas.
Aproveito a oportunidade para agradecer aos parceiros que sempre nos indicam e nos acompanham nos eventos que promovemos, claro que também não poderia esquecer de agradecer o motivo mais importante disso tudo, que são as queridas noivas, obrigada meninas pelo reconhecimento e pela divulgação feita umas as outras.
Vocês são o motivo de tanto esforço e de tanta dedicação.
Mais a maior satisfação é ver ao final de cada evento o reconhecimento por um trabalho bem realizado, o abraço carinhoso de agradecimento, é ver seu semblante de alegria em meio a tanta gente, nós cerimonialistas que amamos o que fazemos ficamos de longe, mais bem perto olhando suas reações, e a cada aplauso dos convidados me realizo ainda mais, pois isso é som do sucesso.
Ao final receber os cumprimentos e agradecimentos de cada convidado mesmo que ele já esteja bem alcoolizado é muito gratificante, nada nem dinheiro algum no mundo paga essa sensação de dever cumprido.
Amo o que faço e me entrego de cabeça nos sonhos que a mim vcs confiam.
Deixo aqui o meu Muitissimo Obrigado a todos que participam, e acompanham a nossa jornada.
Um grande beijo
Késia Tatiane

                                                Cronica ao cerimonialista


Quem é aquele a quem se curvam os reis, majestades, presidentes, governadores, autoridades...para ouvir, segregando ao ouvido?


De que força se reveste esse desconhecido, discreto, recostando-se aos cantos, atendendo sem discussão, a um curto aceno?

Qual o mistério que envolve esse alguém, que autoridade não é, mas a elas orienta os cumprimentos, a expressão, o vestir o modo de falar, o momento de sorrir, o caminho a percorrer, o assento a ser usado, proceder à mesa?

Quem é esse que com perspicácia transforma uma gafe em só “ um momento de descontração”, que muda o ambiente simplista, tornando-o formal, revestido de importância e respeito; que cumpre a hierarquia; que antecipa detalhes com antecedência para evitar improviso?

Que extraordinária força exerce sobre os dirigentes do mundo, para definir os pratos e a ordem dos pratos, como recepcionar e ser recepcionado, como participar de almoços e jantares, café e drinks, como servir, como atender?

Que vasto conhecimento é dotado esse ser humano, para decidir estilos e qualidades de roupas, o uso dos distintivos, de medalhas e honrarias?

Como pode dominar o quê, quem e como convidar, qual o papel a ser usado, o tipo de letra, a estética, o conteúdo, a diagramação, a redação?

Esse, que tem sempre um sorriso nos lábios, alegria nos olhos, respostas rápidas e soluções precisas, é o Cerimonialista. Um misto de conselheiro e orientador, planejador e relações públicas, orador e escritor, poeta e sonhador, num exemplo resumido de pequenina parte das suas funções.

Ele, que conhece as precedências, os gestos e preceitos, as honrarias e privilégios, os símbolos do poder;

Ele, que domina o tratamento, as fórmulas de cortesia, a relação e a expressão oficial, a linguagem e a diplomacia;

Ele, que obedece regras e as transforma, cria e modifica, busca a evolução, a modernização;

Ele, que tem o dom de captar a cultura dos povos, que dignifica as reverências e refinamentos, mas que sublima sobretudo a convivência entre as pessoas.

Sim, é ele quem planeja, organiza, executa, avalia e ao final, senta-se à última poltrona, sorrindo para si mesmo, regando a sua face com suas lágrimas, no silêncio do salão, agora deserto, ouvindo o bater do seu próprio coração e o ressoar dos últimos passos da platéia para dizer: “ Obrigado meu Deus, por ter-me permitido não falhar” .
Postar um comentário